Auxílio Emergencial Mineiro

O governador de Minas Gerais anunciou que vai iniciar o pagamento do Auxílio Emergencial Mineiro, no valor de R$ 600 para famílias em situação de extrema pobreza.

Os recursos vêm do Programa Recomeça Minas e serão investidos R$ 650 milhões no custeio do auxílio.

De acordo com o estado de MG, cerca de 1 milhão de famílias terão direito ao benefício.


Segundo o Governo MG o benefício é destinado ao povo mineiro com renda per capita de até R$ 89 de acordo com o Cadastro Único dos Programas Sociais.

Não será necessário realizar nenhum pré-cadastro ou preencher qualquer documento para receber o dinheiro.

O governo destacou que a prioridade do pagamento do benefício é destinada para quem não recebe Bolsa Família e também para as mães solteiras, que já começaram a receber o auxílio.

Para as famílias não prioritárias, o recurso será depositado após o pagamento das famílias prioritárias.

📅  Veja o calendário de pagamento para as famílias prioritárias:

– Aniversário em Janeiro e Fevereiro – 14/10;
– Aniversário em Março e Abril – 15/10;
– Aniversário em Maio e Junho – 18/10;
– Aniversário em Julho e Agosto – 19/10;
– Aniversário em Setembro e Outubro – 20/10;
– Aniversário em Novembro e Dezembro – 21/10.

📅  Calendário de pagamento para as famílias não prioritárias:

– Aniversário em Janeiro e Fevereiro – 22/10;
– Aniversário em Março e Abril – 25/10;
– Aniversário em Maio e Junho – 26/10;
– Aniversário em Julho e Agosto – 27/10;
– Aniversário em Setembro e Outubro – 28/10;
– Aniversário em Novembro e Dezembro – 29/10.

 

Quem tem direito?

Têm direito a receber o benefício as famílias mineiras que atendem aos seguintes critérios:

I – estavam registradas no CadÚnico no dia 22 de maio de 2021;

II – possuem renda per capita familiar mensal de até R$89,00 (oitenta e nove reais) cadastrada no CadÚnico.

A prioridade são as famílias que não possuem o benefício do Bolsa Família e também para famílias constituídas por mães solteiras.

Os interessados em descobrir se possuem direito ao benefício devem acessar o site do Auxílio Emergencial Mineiro e informar o número do CPF ou do Número de Inscrição Social (NIS).

O Número do NIS pode ser consultado no Cartão Cidadão ou no Cartão do Programa Bolsa Família ou também no site do CadÚnico.

Forma de pagamento

O Auxílio Emergencial Mineiro será pago somente em contas-poupança digitais da Caixa Econômica Federal, a conta “Caixa Tem”. Para as pessoas que já tem a conta, o benefício será depositado automaticamente.

Conta Poupança Digital

Para as pessoas que ainda não tem conta na Caixa, será aberta uma conta automaticamente e com ela você poderá movimentar pelo aplicativo “Caixa Tem”.

Se você não tiver celular, você pode comparecer a uma agência da Caixa ou a uma casa lotérica, levar um documento de identificação com foto para cnseguir fazer o saque do Auxílio Emergencial Mineiro.

Responsável Familiar

Em caso de falecimento do Responsável Familiar, é necessária uma autorização judicial para que outra pessoa da família movimente a conta. Se o responsável estiver impossibilitado de sacar o benefício por estar internado ou preso, será preciso uma procuração pública autenticada em cartório para ter acesso ao auxílio. Para as duas situações, o saque do benefício só poderá ser feito em uma agência da Caixa.

Recebimento indevido

O Governo ressalta que, caso haja recebimento indevido do auxílio por não se enquadrar nos critérios do programa, o beneficiado deve comunicar à Sedese (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais) por meio do e-mail: [email protected]

As pessoas que receberem indevidamente devem informar o nome completo, CPF, NIS, valor recebido e o número da conta em que o valor foi depositado. O governo explica que será gerado um boleto para a devolução da quantia e enviado para o e-mail de quem comunicou o recebimento.

Se houver casos de recebimento indevido, a população pode denunciar por meio do e-mail: [email protected], com o nome do envolvido, município e descrição da situação.